Agência Direito Fácil

Materiais ricos: 5 tipos para converter leads

Confira 5 tipos de materiais ricos para implementar no Marketing de seu escritório de advocacia

Muito importantes para o Marketing Digital, os materiais ricos consistem em materiais que possuem como intuito aprofundar o tema de interesse da pessoa que o recebe. Você apenas poderá disponibilizá-los a partir do momento em que a pessoa preencher algum formulário que proporcione o e-mail dela, desse modo, sua lista de e-mails ficará mais ampla e favorecerá um e-mail marketing de qualidade. Por conseguinte, confira 5 tipos desse tipo de material e potencialize a conversão de prospects em clientes do seu escritório de advocacia.

O que são materiais ricos?

Os materiais ricos consistem na disponibilização de um conteúdo altamente específico para um grupo seleto. Assim, ele possui intuito pedagógico, fazendo com que a pessoa entenda mais sobre o tema em questão. Por isso, devem possuir informações mais importantes que não estejam presentes em blog posts ou em outros materiais mais superficiais. Isso gerará um diferencial na mente do cliente.

Inclusive, é importante destacar que há determinados critérios para que a pessoa tenha acesso a um material rico, sendo o mais comum deles a partir da disponibilização do e-mail. Desse modo, configura-se a página para que surja um pop-up ou mecanismo semelhante, com a opção da pessoa preenchê-lo com seu endereço digital.

Além disso, os materiais ricos consistem em conteúdos de caráter técnico que são importantes para que o cliente possua uma noção mais profunda acerca do tema em questão. Logo, uma das vantagens da utilização desse tipo de material é a autoridade que ele traz para o escritório de advocacia, já que a pessoa associará o conteúdo altamente instrutivo desses materiais com a marca do escritório.

5 tipos de materiais ricos para seu escritório de advocacia

Agora que você compreende a importância de se disponibilizar esse tipo de conteúdo para seus clientes, é importante verificar quais são os tipos mais eficazes de materiais ricos para escritório de advocacia. Desse modo, você terá maior eficácia na conversão de leads, disponibilizando esse material que é tipicamente utilizado no fundo de funil. Todavia, é importante ressaltar que essa material também pode ser útil para o meio do funil de vendas.

1. Infográficos

Essa é uma ferramenta altamente instrutiva que facilita a compreensão do indivíduo acerca de determinada temática, com a combinação de elementos verbais com não verbais. Assim, você poderá usar infográficos para instruir  os potenciais clientes do seu escritório de advocacia acerca de temas jurídicos com maior complexidade. Para isso, você poderá disponibilizar um panorama mais abrangente da situação. Por conseguinte, basta que o indivíduo disponibilize o e-mail, para que ele possa usufruir desse conteúdo único. Todavia, tome cuidado para não simplificar muito esse material, para que ele não se torne um conteúdo genérico acerca do tema.

2. E-book

Os e-books se tornaram uma tendência a nível mundial, sendo muito úteis para o aprofundamento de diversas temáticas e podendo gerar até mesmo um encadeamento de conteúdo. Além disso, ele facilita a criação de diferentes edições acerca de um mesmo tema, o que gera encadeamento. Desse modo, você poderá utilizar um e-book para aprofundar temas jurídicos que sejam do interesse do seu público-alvo. Para isso, você utilizará uma linguagem que se direcione para este público, além do próprio modo de lidar com a temática.

Geralmente, a publicação destes e-books é feita através da Amazon, vendendo esse material com base em um valor monetário específico. Porém, a partir do momento em que a pessoa preenche o e-mail em seu site, ela terá acesso a esse material de forma gratuita. Por conseguinte, além de oferecer vantagens ao potencial cliente, com a ausência de pagamento, o e-book também oferece a vantagem do cadastro para o e-mail marketing do escritório de advocacia.

3. Guia completo

O guia completo consiste em uma espécie de tutorial expandido. Ele é muito importante para abordar pequenos detalhes que geralmente não se destacam durante o estudo da temática. Desse modo, é importante que este seja um material altamente detalhado que explique as nuances do ramo jurídico, tornando-o mais compreensível. Inclusive, não é preciso recorrer a uma linguagem simples, para facilitar a compreensão. Todavia, é importante ressaltar que os guias possuem a limitação de não oferecer uma metodologia para solução de casos, atuando na ampliação do conhecimento sobre o assunto, sem entrar em grandes especificidades.

4. Whitepapers

Apesar de muitas empresas ainda não explorarem os whitepapers, devido à sensação de complexidade em sua produção, essa tem sido uma técnica cada vez mais explorada no marketing digital. Resumidamente, os whitepapers consistem em estruturas prontas em Excel, Word, Canva ou outros materiais editáveis, bastando que o cliente apenas preencha a planilha ou texto. Ao contrário dos guias completos, o whitepaper é muito eficaz na entrega de um modelo de resolução de problemas. Afinal, ele é capaz de disponibilizar uma estrutura que adeque os dados do cliente.

Além de poder ser entregue em formato de planilha, esse tipo de material pode ter sua entrega realizada em pdf. Para isso, é importante que ele tenha no mínimo 6 páginas, indo até mesmo a 50 páginas, conforme esse artigo da Rock Content acerca do whitepaper. Assim, você utilizará de diversos recursos para direcionar o leitor a uma solução, como imagens e gráficos, além de manter uma linguagem que se adeque ao seu público-alvo.

5. Ferramentas

Caso você adeque a ferramenta corretamente à necessidade do seu público, esse poderá ser o componente mais atrativo e eficaz dentre todos os materiais ricos. A ferramenta consiste em um instrumento com alta especificidade que tem um determinado objetivo para mensurar, atuando com detalhes que sejam importantes para o cliente. Um exemplo muito comum é a calculadora de ROI que mensura o retorno sobre o investimento, calculando as variáveis valor do investimento e receita gerada.

Ao disponibilizar uma ferramenta que seja inovadora e atenda às necessidades do cliente, você se destacará no mercado e ganhará maior renome. Esse fato facilitará o estabelecimento de novas parcerias. Para isso, é importante que você analise previamente quais são os interesses de seu cliente e como seu escritório de advocacia poderá satisfazer as suas necessidades. Desse modo, você conseguirá um lugar de destaque na mente do prospect, o que aumentará a probabilidade de ele se converter em um cliente e até mesmo a ele se fidelizar posteriormente ao seu escritório de advocacia.