Agência Direito Fácil

5 pilares para cativar o cliente em um escritório de advocacia

cativar o cliente

Saiba como cativar o cliente e consolidar sua fidelidade ao escritório de advocacia com 5 dicas essenciais

O ramo jurídico é altamente disputado e exige que o advogado tenha uma postura confiante e adaptável, sempre procurando inovar em suas condutas. Diante disso, o tratamento ao cliente surge como um fator muito importante para que seu escritório de advocacia se destaque diante dos demais e consiga fidelizar clientes de modo eficaz. Desse modo, é importante que você entenda quais são os pilares básicos para que um escritório de advocacia consiga atrair um prospect e futuramente cativá-lo. Portanto, confira 5 pilares para cativar o cliente e se destaque da concorrência com técnicas aplicadas na prática de Branding e convivência.

Como cativar o cliente: 5 pilares

O ato de cativar o cliente vai muito além do que dar um sorriso, para que ele se sinta acolhido… Na realidade, para atrair e fidelizar clientes, é necessário que você saiba como utilizar o Branding, principalmente nas redes sociais. Ou seja, você terá que elaborar uma gestão de marcas, para que seu escritório de advocacia atraia o cliente. Por conseguinte, você verá 5 dicas que englobam comunicação presencial e gestão de marcas para cativar seu público-alvo.

1. Adapte a linguagem para cativar o cliente

A linguagem do meio jurídico é muito restrita e a maioria de seus clientes não saberá entender os termos com clareza. Esse fato pode gerar um problema de comunicação, em que o cliente interpreta de um modo diferente do que o advogado está explicando acerca da situação. Portanto, a adaptação da linguagem e explicação pontual de termos jurídicos necessários irá tornar a comunicação mais clara e evitará conflitos.

Além disso, ao facilitar a comunicação, o cliente conseguirá estabelecer um vínculo de confiança mais facilmente e poderá ter maior sensação de pertencimento ao seu escritório de advocacia. Todavia,  mantenha o respeito e não fale informalmente como se o cliente fosse uma criança, pois essa infantilização gera uma noção de superioridade que acarreta em consequências negativas para a relação entre vocês.

2. Tenha um respeito sincero pelo cliente

Não adianta você fingir que respeita o cliente e o tratar com polidez em sua frente, quando na realidade você não o respeita. Afinal, se você fizer isso irá gerar o que a Psicologia Humanista chama de Incongruência. Em casos de incongruência, suas atitudes e suas crenças acerca da pessoa não estão em harmonia, o que transparece na própria relação e gera um ambiente estranho. Por conseguinte,  caso você trate bem o cliente, sem o respeitar de fato, a relação entre vocês ficará prejudicada.

Porém, você não tem a obrigação de admirar qualquer cliente que entre pela porta de seu escritório de advocacia. Quando isso acontecer, tente enxergar as potencialidades do cliente, para que a relação não fique marcada por desprezo e irritação camuflados. Por fim, se for complicado enxergar as potencialidades, foca que aquele cliente é outro ser humano que assim como você, também demanda respeito.

3. Invista em design

O design do escritório de advocacia também possui um papel importante para cativar o cliente. Afinal, é a partir da comunicação visual que você irá transmitir os valores e objetivos de seu escritório, seja de maneira direta ou indireta. Desse modo, por esses dois pilares se inspirarem para direcionar a comunicação ao público-alvo, a comunicação visual de seu escritório de advocacia irá captar os sentimentos do cliente de modo mais eficaz.

Primeiramente, para investir em design, você deverá considerar: escolher as cores base, criar um logotipo, ter papel timbrado e pastas e envelopes personalizados. Esses são alguns fatores que permitirão que o design de seu escritório seja atrativo. Todavia, isso não basta, já que é importante que todos esses componentes estejam de acordo com um planejamento. Esse planejamento pode englobar até mesmo a escolha de cores e disposição de espaço para cada um desses. Portanto, investir em design profissional é uma ótima escolha para cativar clientes e, os profissionais da Direito Fácil podem ajudar seu escritório de advocacia nessa tarefa.

4. Tenha redes sociais atrativas

As páginas de seu escritório de advocacia nas diferentes redes sociais devem chamar a atenção do cliente e atraí-lo para a obtenção do serviço. Por isso, é importante que você siga alguns princípios universais, como: ter boa foto de perfil e de capa, fazer uma biografia concisa e atrativa e ter um cronograma de postagens. Desse modo, você poderá cativar o cliente sem precisar estar com ele, aproveitando as especificidades de cada rede social.

No caso do Instagram, é importante prestar atenção à organização do feed, sendo este a vitrine de seu perfil, além de ser muito ativo nos stories, para interagir com os usuários. Relativamente ao Facebook, nele é importante publicar textos de qualidade que captem a atenção dos usuários com imagens atrativas. Vale destacar também o LinkedIn que deverá ser uma vitrine de suas realizações profissionais e ferramenta para transmissão de valores. Por fim, o Twitter também é uma boa ferramenta, devendo ter publicações breves e diárias, para gerar engajamento.

5. Fortaleça seu blog

O blog é essencial para quaisquer escritórios de advocacia, já que é nele que você aparecerá nos mecanismos de busca, como o Google. Desse modo, ter um blog é fundamental para que você seja visto. Porém, ele também é muito importante para que você consiga cativar o cliente de modo eficaz. Afinal, é no blog que você irá tirar as dúvidas de seu potencial cliente, com assuntos referentes ao meio jurídico, essa atitude fará com que você se torne uma das referências no setor e fará com o cliente priorize seu escritório de advocacia.

Portanto, o blog é importante para cativar o cliente com conteúdos direcionados a ele, tanto para tirar dúvidas, quanto para oferecer serviços. Além disso, é o conteúdo do blog que irá nutrir grande parte de suas redes sociais, principalmente o Twitter, LinkedIn e Facebook. Desse modo, a maioria do setor referente ao conteúdo que sirva para atrair o cliente, é proveniente do blog. Vale destacar que ele deverá receber conteúdos relevantes e direcionados ao público-alvo com frequência, para obter melhor ranqueamento no Google.